Aplicações

Desafio para o HP 18000 na Índia

Quatro HP 18000 estão em operação em uma pedreira na Índia. A dureza do material e os elevados ritmos de produção exigidos, mais uma vez mostram as vantagens do emprego do maior martelo produzido atualmente no mundo.

A pedreira de Chittorgarh no estado do Rajastão é administrada pela divisão para produção de cimento da Birla Corporation e alimenta a fábrica de cimento de Chanderia, situada a aproximadamente sete quilômetros do local de extração de propriedade da empresa.
A Birla Corporation faz parte do MP Birla Group, um conglomerado multinacional com mais de 120.000 funcionários, que opera em 40 países em um amplo espectro de setores, como o mecânico, têxtil, químico-energético e o próprio setor de produção de cimento. Com as suas sete instalações, das quais a de Chanderia é uma das mais importantes, a Birla Corporation tem uma capacidade de produção de mais de seis milhões e meia de toneladas de cimento por ano.
Até 2011 a pedreira, que tem reservas para mais de vinte anos, foi operada com explosivo, mas naquele ano a Corte Suprema do Rajastão estabeleceu que aquele método não poderia mais ser utilizado, porque poderia danificar a fortaleza vizinha de Chittorgarh, um complexo histórico que remonta ao século quatorze e é um monumento nacional. A decisão da Corte, portanto, teve consequências na organização produtiva do local de extração, que precisou ser convertido para a extração com sistemas mecânicos, levando, portanto, a empresa a investir em uma frota de máquinas e de martelos hidráulicos em condições de garantir os níveis de produção exigidos.

O desafio da dureza do material
A pedreira de Chittorgarh dispõe de enormes quantidades de calcário Nimbahera, que faz parte dos Montes Víndias, ou seja, o depósito mais denso originado da sedimentação marinha do período Precambriano, que se pode encontrar na Índia; a formação se estende de oeste a leste no norte do país e no Rajastão apresenta diversas zonas nas quais é aflorante. A área da pedreira atualmente operada é caracterizada por um leve planalto e a formação sedimentar tem a forma de bacia e de cúpula com sinclinais e anticlinais. O calcário se apresenta em diversas cores, com valores de resistência correspondentes (Rosa: 130-150 MPa, Cinzento claro: 110-130 MPa, Cinzento escuro: 120-150 MPa, Verde: 100-120 MPa) e, de acordo com o tipo, um título de carbonato de cálcio que varia entre 72% e 88%. É variável também o nível de fragmentação, a qual combinada com a resistência, torna a produção intimamente ligada ao tipo de material a ser escavado.
A mudança forçada de explosivos para sistemas mecânicos foi um desafio sob muitos pontos de vista, como nos confirmou o Presidente da fábrica de cimento VK Hamirwasia: “A sentença da Corte Suprema do Rajastão sem dúvida criou os pressupostos para uma mudança do modo de cultivo da pedreira, mas também dos métodos de produção e certamente para a logística. Os nossos investimentos nos garantiram o nível máximo possível com sistemas mecânicos, mas como é preciso aumentar ainda mais a quantidade de material, em breve deveremos aumentar o número de máquinas e equipamentos presentes no nosso parque”.

Atualmente na pedreira estão trabalhando em rotação, e em três turnos, 16 escavadoras (Hitachi 1200, Komatsu 1250 e Liebherr 984) dotadas de 7 martelos (dos quais quatro são Indeco HP 18000), mas também outros equipamentos para a escavação, entre os quais despedaçadores hidráulicos e martelos de impacto.
O Diretor da pedreira, MK Ahmed, assim descreveu o ciclo de produção: “A pedreira deve fornecer à fábrica de cimento 15.000 toneladas por dia, mas com os sistemas de escavação mecânicos atualmente utilizados, conseguimos atingir em torno de 7500 toneladas, e, portanto, precisamos completar a produção com material proveniente de uma outra pedreira; uma necessidade em parte ditada também por um problema de qualidade do material de Chittorgarh, que não corresponde totalmente aos padrão exigidos. É preciso, contudo, enfatizar que a extração com sistemas mecânicos dá resultados variáveis em função do tipo de material que foi escavado. De fato, a produção varia de aproximadamente 170 toneladas por hora com material fraturado a aproximadamente 110 com material compacto. Os martelos hidráulicos têm gerado resultados interessantes, enquanto os martelos de impacto têm mostrato sérios problemas de confiabilidade, também porque são utilizados em áreas onde o calcário atinge, e às vezes supera, os 140 MPa, uma condição limite para qualquer sistema mecânico. Os martelos Indeco, por sua vez, têm-se demonstrado muito produtivos e com um bom nível de confiabilidade, especialmente se considerarmos que são utilizados em rotação de três turnos em uma aplicação realmente pesada e acumularam rapidamente um alto número de horas de operação em condições climáticas que às vezes comportam temperaturas que superam os 45 graus.
O modelo HP 18000, com os seus 25.000 Joule, é sem dúvida o mais potente hoje disponível no mercado, mas oferece a vantagem adicional de poder ser utilizado com escavadoras de 90 toneladas, um aspecto que vemos com muito interesse. Além da vantagem econômica óbvia e imediata no preço de compra, existem outras de longo prazo, como a do consumo de combustível que, com o tempo podem reduzir perceptivelmente os custos operacionais”.

Um teste de confiabilidade de longa duração
Nascido como martelo destinado a aplicações específicas em pedreiras, O HP 18000 está obtendo um sucesso que, embora não esteja ainda nos níveis alcançados pelo HP 12000, prova de forma inequívoca que este modelo atingiu os objetivos do ponto de vista técnico e comercial.
As dificuldades crescentes para a utilização de explosivos por causa de restrições ambientais ou ligadas à segurança são, sem dúvida, a motivação operacional que melhor explica o interesse de muitos administradores de pedreira por esta linha de produtos Indeco. A experiência obtida na pedreira de Chittorgarh demonstrou também características notáveis deste modelo, como por exemplo a confiabilidade, mesmo quando empregado em ambientes decididamente pesados como o da pedreira indiana.
Os quatro HP 18000 usados pela Birla Corporation (a quantidade deve aumentar para seis em breve) são usados nos estratos de calcário cinzento claro e verde, ou seja, com materiais de dureza que varia entre 100 e 120 MPa. A utilização de pontas tipo cobra e a grande potência disponível demonstraram ser decisivas, mas o equipamento é empregado de modo contínuo, e não esporádico, em um trabalho muito pesado que está no limite das capacidades “fisiológicas” do martelo. É, portanto, evidente que a assistência técnica desempenha um papel fundamental para garantir a eficiência em uma situação na qual o martelo é constantemente exigido ao máximo. É exatamente este o papel importante desempenhado pela concessionária indiana DCS Technoservice, que designou para a pedreira um técnico formado para gerenciar todos os aspectos de manutenção e que também pode coordenar os mecânicos da oficina existente na pedreira. Isto de fato criou condições para assegurar as melhores condições operacionais para os martelos, como Abhay Kaskebar, diretor geral e sócio da Concessionária afirmou: “O fornecimento para a Birla Corporation foi muito importante para nós. Não só em termos econômicos, já que logo serão feitos outros pedidos, mas porque o prestígio do nome Birla cria uma referência de importância fundamental nacionalmente. É preciso, além disso, considerar que o trabalho realmente pesado destes martelos é um ponto a favor de sua confiabilidade e, portanto, é um instrumento adicional de marketing. Também por isso nos colocamos à total disposição da Birla Corporation, que está bem consciente de que além da qualidade do produto, também pode contar com a qualidade na manutenção. Neste ponto de vista não podemos deixar de agradecer à Indeco, que sempre nos forneceu todo o suporte técnico e comercial para atender às exigências do nosso cliente”.