Novidades

Potência compacta

Uma tesoura ISS 10/20 foi empregada na província de Bolonha no desmantelamento de dois turbocompressores de uma importante central de armazenamento de gás metano da rede nacional.

 30 Setembro 2019

 

A Stogit, subsidiária da Snam, lançou um plano detalhado de modernização no centro de armazenamento Minerbio, na província de Bolonha. A empresa, que é a maior operadora de armazenamento da Itália e uma das maiores da Europa, opera nove instalações desse tipo e opera em sinergia com outras infraestruturas de transporte e regaseificação, contribuindo decisivamente para a segurança energética nacional.

O sistema de armazenamento é de fato de fundamental importância, pois permite compensar as diferentes necessidades entre suprimento e consumo de gás, e também por esse motivo, a Stogit dá especial atenção à segurança e eficiência de suas instalações. A intervenção na central de Minerbio está dividida em várias fases, mas na primeira parte da atual, foi necessário que as áreas envolvidas nas obras fossem recolocadas na condição de "área verde (green field)", a fim de prepará-la para as intervenções subsequentes e aumentar o espaço disponível dentro da central. Os trabalhos envolveram a demolição e remoção total das instalações, das estruturas elevadas, dos tubos (subterrâneos e na superfície) e das bases C.A. dos dois turbocompressores, agora no final de seu ciclo operacional, para substituí-los por um de mais potência e tamanho, caracterizado por um projeto mais moderno e por melhor eficiência.

Uma escolha de equipamento bem fundamentada

 O desmantelamento dos dois turbocompressores foi confiado pela Stogit à Sicilsaldo/Nuova Ghizzoni, empresa especializada no setor de petróleo e atuante na construção de gasodutos e instalações, na montagem industrial e no setor civil também no mercado internacional, tendo executado obras importantes na Tunísia, Kuwait e Argélia. Hoje, a Sicilsaldo/Nuova Ghizzoni faz parte do consórcio de empresas encarregadas da construção do TAP (Gasoduto Trans-Adriático), o gasoduto que, atravessando o Mar Adriático, trará gás natural do Mar Cáspio para a Itália, depois de passar pela Turquia, Grécia e Albânia, mas está concluindo obras importantes também no México e na Argélia. A empresa, que é uma das empresas italianas mais importantes do setor e se destaca por sua experiência, pela alta especialização de seu pessoal e por sua organização logística eficiente, também pode se orgulhar de uma vasta frota de veículos e equipamentos.


Apesar dessa ampla disponibilidade para uma intervenção específica na unidade de armazenamento de Minerbio, a Sicilsaldo/Nuova Ghizzoni decidiu comprar uma tesoura Indeco ISS 10/20. Conforme relatado por Luca Di Vita, que representa a empresa na Stogit e também é gerente do canteiro de obras, o tamanho do equipamento e a sua potência foram um fator determinante: “Como sempre fazemos, também para essa intervenção, calculamos o uso de recursos e avaliamos todos os aspectos do contrato, de modo a atender às especificações e aos prazos contratuais. Como a central de armazenamento está em operação, demos especial atenção aos métodos de uso de máquinas e equipamentos e às áreas em que eles operariam, levando também em consideração os critérios de segurança mais rigorosos. A escolha de uma tesoura relativamente pequena surgiu, portanto, da necessidade de poder operar dentro das áreas designadas, todas caracterizadas por dimensões relativamente pequenas. Uma tesoura maior exigiria uma escavadeira maior, penalizando severamente a mobilidade durante as fases de desmontagem dos turbocompressores e, a longo prazo, também a produtividade de todas as operações. A alta concentração de tráfego interno e travessias de pedestres também teriam limitado o espaço disponível também para a fase de corte adicional dos vários elementos estruturais e componentes da instalação, necessários para reduzi-los a um tamanho adequado para o transporte para reciclagem. Embora tenha sido um pouco subdimensionada para lidar com a demolição de elementos estruturais maiores, a ISS 10/20 demonstrou grande produtividade e uma capacidade de corte excepcional, mas também nos permitiu uma grande redução do processamento manual, uma vantagem que influenciou significativamente na velocidade e, acima de tudo, a segurança de todas as fases do processo de demolição “.

O menor da linha Indeco

A tesoura ISS 10/20 adquirida pela Sicilsaldo/Nuova Ghizzoni é a menor das seis que compõem a linha Indeco e, com os seus 2400 kg de peso em operação e a força máxima de pico de mais de 120 toneladas, é caracterizada por uma excepcional relação entre peso e potência.Como os outros modelos da linha este equipamento apresenta uma robusta estrutura inteiramente construída em aço Hardox e é dotada de uma guia dupla que mantém as garras sempre perfeitamente alinhadas impedindo flexões por todo o movimento de corte.
A válvula dupla de regeneração, além disso, torna mais rápido o movimento da garra, (agilizando a abertura e o fechamento e, portanto, melhorando a produtividade), enquanto o duplo sistema de incisão na ponta superior e inferior permite um melhor desempenho de corte.